Backup significa cópia de segurança. O termo segue à risca o que promete: copia os arquivos (imagens, vídeos, documentos ou o que quer você guarde em dispositivos) e os armazena em outro espaço seguro para uma reposição, caso no futuro alguma falha aconteça e cause uma perda de seus arquivos originais.
E na era em que vivemos, onde muitas vezes nossos dados são nossos bens mais preciosos, ficamos expostos a falhas nos sistemas ou até mesmo a erros nossos que levam ao desaparecimento das informações. Conheça um pouco mais sobre as técnologias mais atuais.

FOREVER INCREMENTAL

O método incremental-forever backup produz uma cadeia de backup que consiste no primeiro backup completo e em um conjunto de backups incrementais avançados seguindo-o. Durante a primeira execução de um trabalho de backup, cria-se um arquivo de backup completo no repositório de backup. Durante as sessões de trabalho de backup subsequentes, copia-se apenas os blocos de dados da VM que mudaram desde o último backup executado (completo ou incremental) e salva esses blocos como um arquivo de backup incremental na cadeia de backup.

DEDUPLICAÇÃO

A deduplicação é o processo de analisar os dados e eliminar redundâncias através de algoritmos que permitem identificar chunks ou blocos de dados idênticos e comprimí-los, diminuindo assim a quantidade de informação a ser manipulada.

ANALISE DE BLOCO

Rastreamento de Mudança Resiliente (para o Hyper-V) ou o Rastreamento de Bloco Alterado (para VMware) para executar backups incrementais e, assim, aumentar a velocidade de backup da Máquina Virtual.

Soluções

*

Icon Image

ARCserve

*

Icon Image

Nakivo

*

Icon Image

Veeam